Sabemos onde estamos, mas, com este Pobre País, não sabemos para onde vamos. Portugal, Alenquer, Desporto e fotos de viagens.

Links

Terça-feira, 13 de Setembro de 2005

Alenquer a caminho das autárquicas - 24ª parte (de muitas)

Ontem publiquei um artigo neste blog, sobre o referendo local ao Aeroporto da Ota. As reacções não se fizeram esperar, através dos comentários no artigo. Primeiro Luis Mendes (que eu suponho ser LFFBBM), afirma não ser pretensão da coligação pela nossa terra uma política plebiscitária, populista ou demagógica, afirmando que a Coligação Pela Nossa Terra assumiu, frontal e corajosamente, uma posição contrária ao Aeroporto da Ota, e que eu deveria estar mais atento.

Em relação ao referendo local ao Aeroporto da Ota, o Pedro Pires no seu Sticadas já respondeu de forma simples - Publicou a Lei Orgânica 4/2000, de 24 Agosto, que aprova o regime jurídico do referendo local. A bandeira do Referendo local cai por si mesma, e a coligação, comete mais uma grande gafe.

Depois da gafe dos concursos locais condicionados à legalidade(ou não) dos mesmos, surge a gafe dos referendos locais a matérias integradas na esfera de competência legislativa reservada aos órgãos de soberania nacionais.

Em relação à frontalidade e coragem de ter uma posição contrária ao Aeroporto, e à minha desatenção sobre tal posição, importa referir que, o que é conhecido do público em geral são posições avulsas de alguns candidatos e não posições de uma coligação. Sublinho o facto de a coligação ter um site online (com mais de 3 meses de existência), onde nada refere sobre o Aeroporto. Se isto é coragem e frontalidade...

Ainda sobre o site da coligação pela nossa terra o que é notório é exactamente o contrário:
Estão colocados DOIS discursos do cabeça de lista à CM Alenquer, um da sua apresentação e um outro da apresentação da coligação, onde são abordados temas como o PDM, o Carregado, as obras do Rio, entre outros e sobre o Aeroporto, assunto de vital interesse para Alenquer, nem uma virgula!!!

Afinal de contas quem é que está desatento? Eu, ou os Srs.?
É que a avaliar pelos discursos oficiais do candidato à CMA, até parece existir receio de abordar o assunto...
Publicado por Francisco Martins às 00:03
Link do post | Comentar | Adicionar a favoritos
9 comentários:
De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 14:46
Boas!
Caro Aladino, penso que fez um entendimento errado do meu post e se me expressei mal peço desculpa, mas em momento algum falei em leis. Parece-me é que nos últimos tempos têm aparecido na net alguns "carteiros" do Tribunal Constitucional, que pelos vistos se acham mais entendidos que os juristas. Mas como essa não é a minha área, nem a de nenhum de nós que aqui está a "postar", vou seguir em frente.
Faço um pergunta simples.
Se o candidato Álvaro Pedro agora começasse a escrever sobre as candidatuas nos blogs e nos jornais achariam (o que sem a ajuda do Fernando Silva seria para rir ou chorar) que o mesmo iria ser imparcial ? Como já disse ao Nuno, não se trata de uma questão de entrar em guerras, mas o Nuno defende determinada candidatura e isso pode muito bem fazer com que não consiga ser imparcial e até pode nem se tratar de uma intenção, mas de uma opinião que em consciência pelo candidato que apoia, não o permita avaliar as situações como uma pessoa que vê as candidaturas de "fora".
Relativamente ás comparações entre o blog da JSD e o site da coligação, devo dizer-lhe que mais uma vez está muito enganado, pois são completamente diferentes como muito bem sabe.
Agradeço-lhe a preocupação pela nossa candidatura, mas gostaria de lhe relembrar que há mais duas candidatuas á CMA. Exceptuando a CDU que têm um blog, o PS não têm nada e só lamento que ninguém se lembre dessas candidaturas. Quem tem (des)goverado o nosso concelho nos últimos trinta anos é o PS.
Não têm nada para dizer deles ?
CumprimentosRB
</a>
(mailto:rbatista@supermotores.net)
De Anónimo a 14 de Setembro de 2005 às 23:54
Bem antes de mais deixem que refira que esta discussão está a ser muito interessante até ao momento, no então to ao ler os vossos comentários não poderia deixar de escrever algumas singelas palavras!conheço ambos e deixem-me que vos diga só me faz apreço que estejam a ter este tipo de discussão, já que demonstra que ambos se interessam pelo nosso conselho!alando do nuno matos (nuno se me permiteslol)e quanto á sua profissão designadamente!não considero de maneira nenhuma que seja falta de imparcialidade só pelo simples facto de ser jornalista não poder dar a sua opinião como cidadão que é!!!!esse pensamento do ricardo demontra uma atitude anti democrática e acima de tudo que desconhece a lei(o que se torna grave quando este se designa presidente da comisão politica da jsd alenquer...)devias se rum exemplo para os outros ricardo e se o exemplo que dás á criticares os outros por desconhecimento estamos mal!!!!!!nuno uma coisa também é certa e concordo (embora pouco) com o ricardo!é que por mais que tentemos ser imparciais por vezes isso é complicado!aconselho-te a que em futuros comentários na blogosfera assines não como o nuno matos cidadão mas como o nuno matos candidato á assembleia municipal pela cdu!assim evitas ouvir este tipo de bocas por mais infundadas que sejam!!!!!!para o ricardo um conselho... é impossivel defender o indefensável e tens de assumir os erros e gafes cometidos pelos tão qualificados candidatos que a coligação "pela nossa terra"apregoa ter!ah e já agora que gostas de mandar bocas... uma questão será o site da coligação uma copia do blog da jsd alenquer ou vice versa?é que parecem uma fotocopia a cores!mas ricardo reune a tua comissão politica e analisa bem o modo como estão a fazer a campanha... pois assim sinceramente não creio que irão mt longe!bem já me estou a esceder como de costume!agora respondam-meou digam o que acharam da minha opinião!aladino
</a>
(mailto:aladino@iol.pt)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 20:05
Ricardo, sobre os outdoors, foi apenas a minha opinião num sitio onde a poderia dar. Tal como o que disseste sobre a imparcialidade é apenas a tua opinião e vale o que vale. Obviamente que não peço que tenham a mesma opinião. O facto de ter a profissão que tenho não me impede de pensar pela minha cabeça e ter as minhas ideias. E felizmente que assim é. Mais vale saberem quem sou do que estar escondido e fazer um mau trabalho. Até me obriga a fazer o melhor que sei (que até pode nem ser muito).
Por isso continuo a pedir que me apresentes um trabalho em que tenhas achado que tenha sido parcial.
Cumprimentos
Epa isto já parece um chat ou qualquer coisa assim, lol.
NM
</a>
(mailto:pergunta@clix.pt)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 19:24
Nuno,
Se o teu post fosse escrito pelo Nuno Matos, candidato pelas listas da CDU á AM, até poderia ser aceitável, mas tu és igualmente jornalista na imprensa local e isso deveria fazer com que tivesses cuidado com os comentários. Aquela ironia fica muito mal a um jornalista.
Relativamente á imparcialidade, a mesma pode ser colocada em causa a partir do momento em que começas a escrever sobre partidos que concorrem contra a CDU.
A lei até pode permitir, mas moralmente é no mínimo questionável.
Qualquer pessoa que tenha lido o que escreveste sobre os outdoors das três candidaturas á CMA percebe que não consegues aceitar a realidade.
Para terminar, gostaria de dizer-te que também não pretendo entrar em guerras. Aliás não temos nada que nos leve a isso, espero é que outras pessoas saibam discutir com a mesma elevação com que o estamos a fazer agora.
CumprimentosRB
</a>
(mailto:rbatista@supermotores.net)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 14:38
Sim, é verdade, vou nas listas para a AM. Uma situação que nem o código deontológico nem o estatuto de jornalista me impede já que não é cargo executivo. Não me metia nisso se não achasse que conseguia separar bem as águas.
Já agora Ricardo, se dizes que sou imparcial no que possa escrever gostava que me apontasses exemplos disso em artigos que fiz para também eu poder perceber. Certamente que não foi em artigo nenhum da CDU porque esses recuso-me a fazer. E por conversas que tenho tido de dirigentes concelhios do teu partido, também não me parece!
Mas isto dava uma longa conversa que estou disposto a ter contigo pessoalmente para trocarmos impressões sobre isto mesmo, bem como outros temas.
Atenção, não quero com esta resposta entrar em guerras Ricardo. Nada disso! Bem pelo contrário. Esta resposta serve apenas para esclarecer o que disseste sobre mim.Nuno Matos
</a>
(mailto:pergunta@clix.pt)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 11:26
O blogue da jsd reafirma o referendo que não é legal. Será que não se enxergam?Vitor Eliseu
(http://www.webmail.com)
(mailto:vitor43@xsapo.pt)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 08:01
Caro RB, Antes de mais, seja bem benvindo de volta à blogosfera. Já faz muito tempo que não dava sinais de vida. Aproveito igualmente para o felicitar pelos novos textos / comunicados colocados no site da nossa terra. Rapidez de execução....FM
</a>
(mailto:as1403052@sapo.pt)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 02:55
Esse comentário só fica bem ao NM, tratando-se de um jornalista da Nova Verdade/Rádio Voz de Alenquer, que ao mesmo tempo vai nas listas da CDU.

Infelizmente imparcialidade é uma coisa que muita gente desconhece, mas a nossa terra a isso já está habituada.

Relativamente á posição sobre o Novo Aeroporto de Lisboa (Ota), gostava de saber qual a parte que o Francisco não percebe no comunicado da Coligação "Pela Nossa Terra".

_ _
"Considerando os pontos anteriores a candidatura “Pela Nossa Terra”:
• Manifesta uma clara discordância em relação à intenção anunciada pelo governo, de construir o Novo Aeroporto Internacional de Lisboa na região da Ota"
_ _

Não é suficientemente esclarecedor ?RB
</a>
(mailto:rbatista@supermotores.net)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 01:21
Hummm...mas as gaffes não terminam por aqui...NM
</a>
(mailto:casadocabeca@yahoo.com.br)

Comentar post