Sabemos onde estamos, mas, com este Pobre País, não sabemos para onde vamos. Portugal, Alenquer, Desporto e fotos de viagens.

Links

Terça-feira, 15 de Novembro de 2005

Pragmatismo precisa-se

sarkozy.jpg

A todos aqueles que ditaram a morte política de Nicolas Sarkozy
digo-lhes que podem refazer as suas contas. O povo Francês a seu tempo reconhecerá a sua coragem e pragmatismo. E o que se passa em França é apenas o despoletar de um problema comum a muitos países europeus- Portugal incluído.
Entendo que o Estado deve ter preocupações sociais e que deve fomentar a integração de todos aqueles que, sendo oriundos de diferentes países, diferentes culturas e credos, têm maior dificuldade na sua adaptação, mas não posso permanecer indiferente quando vejo que toda a esquerda continua cegamente a defender estas preocupações e a fechar os olhos aos actos criminosos que ocorrem. Uma coisa são preocupações sociais, outra a ordem pública.
E homens como Sarkozy fazem falta. O pragmatismo também. Sou daqueles que entende que quem vem para Portugal para trabalhar honestamente é benvindo. Quem vem e comete actos criminosos, mesmo que sob a capa da exclusão, não merece cá ficar. Mas para dizer isto neste País...

Os Portugueses não devem ficar indiferentes ao que se passa em França, pois também nós temos os nossos problemas, e a entrada descontrolada de estrangeiros vai criando as condições ideais para que algo de semelhante possa ocorrer em Portugal. Os problemas de segurança na linha de Sintra ou o famoso Arrastão são só dois pequenos exemplos.
Publicado por Francisco Martins às 00:15
Link do post | Comentar | Adicionar a favoritos
1 comentário:
De Anónimo a 20 de Dezembro de 2005 às 20:54
Aconteçe que se trata dos filhos de para quem cá (lá) veio trabalhar ou filhos do colonialismo e portanto NACIONAIS. Para compreender certas pessoas não haverá melhor que lhe calçar os sapatos. Paulo
</a>
(mailto:adasfdfsdggg@ydsd.com)

Comentar post